Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas à Mesa

Tropicalíssimo Miami

 

A melhor palavra que me ocorre para definir Miami é tropical. O clima tem temperaturas de "inverno" entre os 18ºC e os 25ºC e aquela brisa quente deliciosa que só nos trópicos nos chega do mar. O ambiente e a comida são tropicalissimos. Terça-feira à noite, sentada no famoso News Café, em pleno Ocean Drive, delicio-me a ver os passantes: homens de patins a passearem caniches em carrinhos de bebé, homens que parecem saídos dos filmes em que o Joaquim de Almeida faz de mau, mulheres em grupos tipo amostra de sobremesas para todos os gostos, magras, médias, gordas e gordíssimas, big boobbies small bobbies (ver foto mannequins!), marielitos e brasileiros, tatuagens Miami ink por todos lado, e muita sensualidade no ar.  

 

 

O News Café: na mesa em primeiro plano, big boobies partilha a mesa com amigo de Joaquim de Almeida.

 

Os manequins das lojas locais são representativos.

 

 

Esta con(fusão) repercute-se na comida. Os americanos transformaram e continuam a transformar as cozinhas do resto do mundo em algo de quase irreconhecível, mas que acaba por se tornar popularissimo. Vejam-se os casos da cozinha chinesa, italiana e japonesa. Aqui, as ementas trazem pratos que resultam da combinação de ingredientes cubanos, brasileiros, asiáticos e italianos. O resultado? Dramático nos locais beras tipo News Café, corporizado em horríveis sanduíches e saladas (o meu jantar). Bom em locais como o Delano, onde surge em pratos fusionados, com lógica interna, leves e saborosos, saídos da criatividade de Claude Troisgros (ver nota própria). 

 

A praia de Fort lauderdale com uma óptima marginal para beber Buds.

 

Os canais das casas com pontão privativo perto de Boca Ratón.

 

 

Hoje, quarta-feira, parto  costa acima para norte, para Fort Lauderdale e Boca Ratón, duas estâncias à beira do Atlântico com marginais muito agradáveis e canais com casas providas de cais e barco.  Amanhã vou atravessar os Everglades, até ao golfo do México (Naples). Por agora, over and out.