Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas à Mesa

Rabo de boi no Barro do Redondo

 A Dona Rosa, responsável pela cozinha do Barro 

 

 

 

Parece um trava-línguas, uma lengalenga, mas não é. É o nome de um prato (rabo de boi estufado) comido num certo restaurante (o Barro) de uma certa vila (Redondo). 




 

 

 Para começar uma reconfortante sopa de grão.

 

 

 

 

 

 Rabo de boi estufado.

 

 

 

Foi o meu almoço de hoje, e este rabo de boi já é tão famoso que vai aparecer na edição de Setembro da revista norte-americana Saveur. Quem o faz é a Dona Rosa, cozinheira do Barro há uma remessa de anos, tantos quantos eu de lá sou cliente. Para tirar a boca de lacaio, sericaia e  queijinhos de cabra do Senhor Donísio, que os vende no mercado de Estremoz: uns frescos outros de meia-cura. 



 

O sr. Dionísio trouxe os seus queijinhos e almoçou connosco.





Um bom programa, qualidade sempre garantida, belíssima carta de vinhos, que o proprietário escolhe com todo o carinho. 



 

José Lopes, o proprietário do Barro, tem um especial carinho por este restaurante.