Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas à Mesa

3 Os meus special ones do Madrid Fusión

Nuno Mendes, do Viajante.

 

Encontrei o Nuno Mendes sentado nesta secretária a rever apontamentos para a sua interessantíssima intervenção da tarde. É um dos meus favoritos não apenas por ser um português de muito sucesso como também e sobretudo por ser um homem com valores e muita sensibilidade. Special one. Falou sobre Pop up restaurants, esses Viajantes que surgem em lugares inesperados, na rua ou em casas particulares, hoje estão aqui e amanhã ali. Reduzem custos, possuem o factor surpresa e permitem a interacção dos comensais. Uma ideia genial.

 

 

O nosso José Avillez.

 

Ao subir ao palco principal do MF, este nosso special one encheu-nos a todos de orgulho. Esteve seguro, embora muito contido, e a sua intervenção foi interessante. Adorei o pormenor dramático de quando espalhou as gotas de "sangue" no prato da caçada, reforçando a nota da falsa cabidela de beterraba. Contudo, o tema da sua intervenção foi mais percebido no sentido de uma história da sua cozinha do que como a respectiva evolução conceptual, um tema que, esse si, abriria as Portas do Futuro. Parabéns.

 

Uma intervenção admirável.

 

Andoni Luis Aduriz

 

Para mim, a melhor intervenção do MF. Uma presença de special one: segura, comunicativa, determinada e tranquila. O tema? Como reflectir na cozinha o passar do tempo? Um vídeo deslumbrante de autêntica poesia visual e comestível em que se conta a história de alguns pratos, nomeadamente o do chá das folhas de camélia que se metamorfoseiam depois de estarem enterradas em cinzas durante 10 dias.

Aduriz continua a defender a interacção do cliente com o prato, exemplificando mais uma vez com um video extradorinário em que o próprio cliente faz uma sopa à mesa, e o valor da surpresa, corporizado no falso queijo que é afinal feito de leite de sementes de linhaça e do prato de pregos.

 

Os pregos comestíveis de Aduriz.

 

Ángel Léon

 

Pela maneira como trabalhou o peixe e marisco e pelo saber profundissimo que revelou acerca destes produtos. Pelo respeito que mostrou pelo mar. Pelo sopa de peixe que reproduz o movimento das ondas do mar. Pela simpatia e extraordinária presença. Tive vontade de sair de Madrid direita a Puerto de Santa Maria, ao seu Aponiente. O verdadeiro special one.