Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas à Mesa

Estado Puro, a tapearia de Paco Roncero

À noite, fui ao Estado Puro, a casa de tapas do Paco Roncero, com brincadeiras moleculares e inspiradas em Adrià. Lá dentro, a decoração é toda à base de pentes sevilhanos. Como estava sozinha, comecei por mandar vir apenas duas tapas: a célebre recriação da tortilha e um foie entre tostas.

A tortilha, em relação à qual tinha algumas expectativas, vem servida num copo, com a cebola caramelizada em baixo, uma mousse com sabor a ovos e batata e uma espuma com sabor semelhante. O resultado é profundamente agoniativo. Em primeiro lugar, porque os sabores estão demasiado concentrados, depois porque a mim me faltou o acto da mastigação. Na tortilha verdadeira, a insubstituível textura dos ovos, apesar de tipicamente leve, ganha um ar terra-a-terra com a introdução da batata. 

Quanto ao foie, era correcto, no meio das duas tostíssimas, mas a compota demasiado doce. Conclusão, não consegui provar mais nada. Confesso que fiquei sem muita vontade de experimentar mais coisas, mas quando e se lá voltar, fico lá dentro: na esplanada, todos os preços são mais caros e o ambientenão é nada agradável. o serviço é à espanhola antiga, de carregar pela boca.

 

Menu do Estado Puro verso.


Menu do Estado Puro frente.


Fachada do Estado Puro.