Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas à Mesa

O DIA DAS MULHERES SÍRIAS

IMG_2289.JPG

 

 

 

Hoje ainda não é dia das mulheres como Fatima, Mouna e Reem. Estas sírias com o estatuto de refugiadas em Portugal aguardam ainda o seu dia, que será no fim do crowdfunding que está a decorrer na pplataforma PPL para financiar o seu restaurante, que será no mercado de Arroios.

Vai chamar-se Mezze, o nome que no Médio Oriente se dá a uma série de pratos usados como entradas ou até ao pequeno-almoço. Alguns deles estavam em cima da mesa quando entrei no Apartamento da Plataform-a, para um evento de comunicação deste projecto. Provei e adorei todos: Baba ganoush (à base de beringela assada), hummus (puré de grão-de-bico), fatayer (pastéis triangulares com diversos recheios como queijo, tomate ou espinafres), falafel e o sempre presente e mediterrânico pão. Tudo feito por estas três mulheres como forma generosa de se darem a conhecer e darem a conhecer o seu projecto que está à distância da nossa generosidade individual. Gostei imenso de as conhecer às três. São mulheres alegres e sem medos. A Mouna está cá há seis meses com os 5 filhos. A Fatima, está há um ano, juntamente com quatro dos seus cinco filhos, lutando por trazer o quinto, que entrou pela Turquia e lá ficou. A Reem é filha da Fátima. Com outras mulheres, estão a montar o conceito do restaurante e a receber formação ajudadas pelo Pão a Pão, um projecto de integração de refugiados constituído por gente generosa.

As contribuições têm recompensas: face a uma doação de 30 euros, O Mezze retribui com uma refeição oferecida.

Uma boa forma de concretizar o Dia da Mulher é ajudando estas mulheres.

Pode fazê-lo aqui: https://ppl.com.pt/pt/fundacao-edp/restaurante-refugiados

 

mesa

Pão, hummus, falafel, baba ganoush e fatayer de espinafres