Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

E tudo se transforma em vintage

Hoje partilho convosco a exposição de cartazes de propaganda chinesa, a arte ao serviço da política. O que é que isso tem a ver com comida? Nada, a menos que consideremos a velha teoria de que os comunistas comem criancinhas e as destes cartazes estão bem gordinhas. Bom, mas prefiro reconhecer que se trata apenas de um fait divers.

Vale a pena ver a exposição patente no Museu do Oriente  para nos apercebermos outra e outra vez como há modas em política, tal como na cozinha. E como a simbologia é toda semelhante em todo o mundo na fatia do meio do século XX. 

Grande surpresa: o colorido intenso de tudo e a utilização constante da simbologia. A propósito, se repararem bem, as escamas da carpa são iguaizinhas às do dragão. Estes dois animais são muito populares porque têm escamas muto brilhantes que reflectem as imagens, mesmo as das criaturas maléficas que, quais Medusas, se autodestroem. 

Afinal este post sempre tem a ver com comida: fala de peixe. 

Peço desculpa pela má qualidade das fotos mas algumas foram tiradas através de vidros.



 

 



 

 





Pormenor do cabelinho à CR7 do cartaz anterior.



 

Que feliz está o rapazinho com este 2 em 1: primeiro, com 12 aninhos já está fardadinho da Guarda Vermelha e segundo porque esta a ajudar a avozinha a dobar a lã. Bem se podia queixar a minha avózinha: não era nada este sorriso que eu tinha quando ela me obrigava a estas funções. 




Que radiosas são sempre as manhãs.




 

No final dos anos 70, até nós aderimos à sino-alegria. Que bonito.


Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.