Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

NORCAÇA OU A PROMOÇÃO DA GASTRONOMIA TRANSMONTANA

Ano após ano a Norcaça, Norpesca e Norcastanha vem ganhando notoriedade. Esta feira que se realiza no principio de Novembro em Bragança, no pavilhão do Nerba, põe em destaque estrelas da caça (perdiz vermelha, lebre, coelho bravo e javali), da pesca do rio e dos lagos (truta e barbo, achegã e lúcio) e a castanha, que a região produz em grande quantidade e com óptima qualidade. Além de uma boa representação de expositores, existe animação em diversas áreas.
Como a gastronomia e o turismo são transversais a estes três produtos, decorre naturalmente a atenção que é dada no evento à cozinha. Este ano essa atenção traduziu-se nos já tradicionais showcookings, desta vez com a presença de chefs ao maior nível. Todos cozinharam caça e peixe de rio. Luís Barradas explicou as técnicas básicas e usou peixe de rio, couve penca e nabiças para fazer Sushi "transmontano", que já constitui o maior sucesso de há dois anos ara cá. Justa Nobre mostrou as suas origens locais cozinhando uma lebre e falando ao coração dos presentes através da sua linguagem franca e do seu amor aos produtos da terra. Não é por a aso que esta chef é embaixadora do butelo e das casulas.
Foi depois a vez de dois franceses, Vincent Farges, uma estrela Michelin no Fortaleza do Guincho, e Fredéric Breitenbucher. Ambos montaram um espectáculo inesquecível. Farges cozinhou quatro pratos (mais precisamente, como é costume neste tipo de alta cozinha, fez a montagem explicativa dos pratos), em quatro bancadas diferentes. Tão importante quanto os showcookings é o facto de estes dois cozinheiros estarem pela primeira vez em Trás-os-Montes, aproveitando para tomarem contacto com a riqueza dos produtos locais, de que nem sequer suspeitavam. Enquanto a gastronomia do Alentejo tem reconhecimento em todo o país, só agora a transmontana vem sendo falada, em grande parte devido a eventos como a Norcaça.

Um concurso trouxe oito dos mais conhecidos bloggers do mundo digital das receitas à Norcaça. O desafio era cozinharem ingredientes transmontanos (alheira, azedo, queijo Terrincho, truta, coelho bravo, lebre, javali e castanha); o prémio, a estadia completa de fim-de-semana com a família para todos, uma viagem a Paris, para o vencedor. Todos se empenharam de coração e o resultado foram pratos de grande qualidade. Posso comprová-lo porque fazendo parte do júri com o Miguel Gameiro e o Luís Barradas, provei todos pratos... Bloggers concorrentes Cristina Lebre do Olhapim Isabel Zibaia do Cinco Quartos de Laranja Maria João do Clavel's Cook Naida Folgado do Frango do Campo Olívia Rocha do Alquimia dos Tachos Rodrigo Menezes do foodie.pt Sandra Santos do Marmita Vera Ferraz do Hoje para Jantar Uma outra iniciativa louvável foram as mesas redondas em torno da castanha, reunindo as sinergias do concelho, com trabalho meritório do Instituto Politécnico de Bragança.
v Iniciativas como a Norcaça são muito importantes, não apenas para chamar gente à região como também para dar a conhecer a todos e sobretudo aos lideres de opinião uma gastronomia tão rica e saborosa quanto a transmontana.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.