Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

BILHETES POSTAIS: BEBER E DIVERTIR-SE EM SINGAPURA

IMG_1663.JPG

 

A não falhar em Singapura é o antigo hotel Raffles, nascido pela mão de comerciantes arménios em 1887. Atualmente está em obras e só reabrirá lá para meio de 2019. Mas o seu famoso Long Bar está aberto e vale a pena a visita. Por cerca de uma dezena de dólares, beba um dos mais famosos cocktails do mundo, o Singapore Sling. À base de gin e de cor rosada derivada do licor de cereja, foi inventado em 1915 pelo barman Ngiam Tong Boon (na foto comigo em cartão) com este ar inocente para as senhoras, que não podiam beber álcool em público. Nessa altura, Singapura era o local de recreio dos riquíssimos produtores de borracha da Malásia que aqui vinham gastar o seu dinheiro, ficando hospedados no Raffles, o tradicional hotel colonial dos british. O bar criou uma tradição: os amendoins, servidos em sacos de serapilheira eram descascados pelos clientes e as cascas deitadas para o chão. Ainda hoje se mantém a tradição e o chão está sempre pejado de cascas. Há uma enorme fila para este bar, mas vale a pena a espera por um lugar no compridíssimo balcão ou nas mesas. 

 

RafflesSingapore010.jpg

O hotel no princípio do século XX

 

IMG_0460.JPG

A fachada do hotel Raffles hoje.

 

 

IMG_0464.JPG

À porta do bar, a história de um dos cocktails mais famosos do mundo, ainda hoje considerado um clássico pela Associação Internacional de Bartenders.

 

IMG_0468.JPG

O comprido balcão que deu o nome ao Long Bar. No tecto, são visíveis as palmas que tornavam o ar mais fresco.

 

 

IMG_0470.JPG

Dois Singapore Sling e o saco de amendoins

 

Outro destino típico de Singapura é o Zoo, conhecido por não ter muros nem grades. É um parque gigantesco dividido por ambientes sempre cheios de vegetação, que atravessamos a pé ou viajando num veículo aberto. Não deixa por isso de ser um jardim zoológico, mas os singapurenses, grandes defensores dos animais (é proibido caçar) têm muito orgulho nele. Aconselho a quem tenha crianças, mas é preciso cuidado na hora do calor, porque aquece muito e todos os passeios são ao ar livre. Há uns shows em anfiteatro sobretudo com pássaros e cobras. Interessantes, mas não essenciais.

 

IMG_1701.JPG

IMG_1704.JPG

 

 

A ilha de Sentosa é uma espécie de parque Disney, um resort com hotéis, brincadeiras e piscinas com ondas. Se não houver crianças, o que vale mesmo a pena é a viagem de teleférico que vem da cidade para o parque, proporcionando belíssimas vistas. Dentro da ilha existe um parque da Universal Studios. Visível de todos os ângulos está o Merlion, uma espécie de mascote do país que junta a cabeça de leão ao corpo de criatura marinha, simbolizando a força do povo vinda da terra e do mar. É curioso que o símbolo do país seja um animal que não existe nem perto de Singapura.

 

 

 

IMG_0255.JPG

O teleférico para a ilha de Sentosa

 

IMG_0288 copy.JPG

IMG_1612.JPG

Sentosa com os seus parques temáticos e hotéis

 

 

IMG_0305.JPG

Na ilha de Sentosa, um dos poucos locais onde se pode fumar em Singapura, delimitado pela linha amarela. 

IMG_0306.JPG

IMG_1619.JPG

As árvores dos chupa-chupas.

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.