Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

BONS MANJARES EM POMBAL

image15.jpeg

 

 

Recordo-me muito bem de quando se parava na bomba da gasolina da Shell da Nacional 1 para consolo na interminável e sinuosa viagem Lisboa/Porto. Do lado direito do pequeno estabelecimento deparávamo-nos com uma montra de impecáveis frituras, ele era postas de bacalhau e filetes, ele era bifes panados e pastelada. Ou se parava ali, em Pombal, ou se ia à Bairrada, comer o bacorozinho empalado, sendo que ambos os locais se dispunham estrategicamente a meio do caminho entre a capital do sul e a do norte.

O Manjar do Marquês foi criado por um casal, o Sr. Evangelista, já falecido, e a Sra. Dona Maria de Lurdes, de porte irrepreensível e conversa interessantíssima. O negócio cresceu tanto que teve de ser transladado para as novas e gigantescas instalações, um empreendimento que nasceu da determinação de Maria de Lurdes. Ainda hoje esta senhora é presença permanente na cozinha, o cabelo apanhado numa «banana» sem um fio de fora, o olhar de águia ao qual não escapa um pormenor desafinado.

 

image13.jpeg

image14.jpeg

 

 

 

Muitas e muitas vezes por ali passei, umas arrefeiçoando ao balcão, outras na casa de jantar. Nunca saí desiludida: a qualidade e a frescura são sempre iguais nesta casa, preparada para receber várias centenas de pessoas de uma só penada sem baixar a qualidade. Um caso especial de negócio familiar que cresceu harmoniosamente, o Manjar do Marquês é, sem dúvida, uma referência que, por vezes, não recebe a consideração merecida, sobretudo numa época em que muitos restaurantes não conseguem manter os standards da cozinha e do serviço.

Há poucos dias, numa ida para Coimbra, lá passei eu para almoçar, desta feita na casa de jantar. Além das entradas e dos fritos sempre impecáveis, comi um dos meus favoritos, o arroz de carnes. Na lista do restaurante estão bem presentes os pratos beirãos como este arroz de carnes, a morcela e os cabritos. A não perder em Maio, as ervilhas com ovos escalfados e as favas. Como mais-valia, uma grande atenção aos vinhos e uma vasta carta com bons preços.

E para acabar em beleza, um café com um pastel do Manjar.

 

 

Atenção, o Manjar do Marquês tem agora um dia de fecho, a quarta-feira.

Tel.  236 218 818

Estrada Nacional 1 (IC2), 3100-373 Pombal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.