Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

CAFÉ e JESUÍTAS NO BAHR

AA291697-F239-42D7-B35D-E374F89648E6.JPG

 

 

No Madrid Fusión deste ano, no 1º Congresso Internacional de pastelaria, Padaria e Chocolate falou-se de uma nova pastelaria, com menos açúcares e menos gorduras, sem perda de sabores. Falou-se de como fazer uma nova pastelaria, mas também como aplicar essas reduções aos doces tradicionais.

O segredo pode estar numa fibra da chicória que permite reduzir a gordura sem perder a textura aveludada que tanto nos agrada na boca.

Esta redução do açúcar e outras acções para tornar a pastelaria portuguesa mais saudável, tornou-se a preocupação da equipa do novo Bairro Alto Hotel, chefiada por Nuno Mendes e Bruno Rocha.

 A nova pastelaria tem porta na rua do Alecrim, mesmo ao cimo. A minha recomendação é que entre e peça um café filtrado numa Chemex. A torragem e os blends do café são da responsabilidade da londrina Climpson & Sons. Enquanto espera pelo café feito na hora, inspecione as montras dos doces e salgados. Vai ter uma surpresa: a brincadeira entre doces e salgados. As circunvoluções acastanhadas do caracol não ganharam a sua cor da canela, mas sim da farinheira. Ergo, isto não é um caracol doce, mas um caracol salgado cuja capa estaladiça e dourada da massa ainda apresenta doçura.

A empada é uma empada. A massa untuosa faz crescer água na boca para o recheio de frango em vinha d’alhos. Sem nada gelatinoso lá dentro, obrigada.

 

A bola de Berlim é reduzida em açúcar e a farinha foi parcialmente substituída por puré batata-doce assada, resultando numa leveza extraordinária.

Mas, do que provei, a joia da coroa, o triunfo doceiro, o píncaro boleiro é o jesuíta. Tivesse ele provado este jesuíta, nunca o Marquês se atreveria a enfrentar a ordem. O jesuíta desbanca os pastéis de nata, apesar de estes serem de estalo (fugiu-me a escrita para o Ramalho Ortigão).

O jesuíta tem lá tudo, mas desfocado, como costuma dizer Nuno Mendes acerca do seu trabalho sobre o tradicional. Tenho ideia que é das raras vezes que vejo uma recriação melhor do que a criação. Este é que devia ser o nosso bolo nacional.

Não digo mais nada. Ide e provai.

 

IMG_8883.jpg

 

 

383750E0-7F62-4803-92A9-9BC6EDEAF394.JPG

IMG_8884.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.