Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

MASSA FRESCA DO IL MERCATO

 

 

IMG_2033.JPG

As massas são cada vez mais populares, sobretudo com a gente mais nova. É fácil de fazer e deixa lugar à imaginação na parte dos molhos. Porem, era difícil comprar massa fresca artesanal de boa qualidade. Hoje já existem alguns locas onde se pode faze-lo, nomeadamente o recém-aberto Il Mercato, o terceiro restaurante italiano do já famoso nepalês Tanka Sapokta. Este empresário emigrou jovem da sua terra e trabalhou vários anos num restaurante italiano na Alemanha, onde aprendeu a dominar produtos e técnicas. Trabalha sempre com a família, sendo já dono doi Forno d’Oro (pizzaria onde usa bons produtos portugueses) e do Come Prima.

 

IMG_2001.JPG

Gostei imenso da mesa grande 

 

 

IMG_2004.JPG

 O balcão do Il Mercato

 

IMG_2006.JPG

 

Vários gradações de milho e de polenta

 

 

 

IMG_2007.JPG

Leguminosas secas

 

 

 

 

No Il Mercato, Tanka faz questão de usar os melhores produtos italianos. No grande balcão situado na entrada do restaurante os nossos olhos perdem-se na cobiça dos queijos, dos enchidos, das massas, das leguminosas e dos cereais. Estes dois últimos são vendidos a granel: dois tipos de arroz para os risottos, vários tipos de milho para a polenta, diversos fagioli, tudo apresentado em grandes sacos para que nos possams servir. Eu fiz uma pequena lista e trouxe:

  • um culatello di zibello muito bom, finamente cortado como convém.

 

FullSizeRender.jpg

Mozzarella de búfala, culatello di zibello e focaccia

 

  • Um pedaço de queijo gorgonzola de cabra (este queijo faz-se de leite de vaca e de cabra), com sabor intenso.
  • Uma mozzarella de búfala, fresquíssima, acabada de chegar de Itália de avião. Este queijo é de pasta filata, isto é, é amassado e puxado, para ficar com aquela textura especial. Deve sempre conservar-se dentro de água, como é vendida. , não antes de a abrir , não a guarde no frigorífico.

 

IMG_2010.JPG

  • Massa fresca, modelada mesmo à minha frente em forma de cotovelinhos estriados (rigate). Por pessoa, é costume comprar 130 g de massa. A massa coze-se em panelas grandes e em muita água, que permita o seu movimento. Junta-se sal à água e só quando ferve se adiciona a massa. Depois é deixar levantar fervura novamente e contar o tempo. Cada uma tem o seu, mas eles aconselham.
  • Um molho para a massa. Escolhi o ragu, com muita carne desfiada e muito bem cozida numa base de tomate. Sabor intenso mas delicado.

 

 

Em 10 minutos fiz um jantar incrível. O Il Mercato tem imensas possibilidades a explorar. Ao almoço, o preço de uma refeição tipo degustação, com 3 pequenas entradas e 3 tipos de prato custa menos de 12 euros. O espaço é muito cuidado, gostei imenso da mesa gigante.

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.