Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

O BOLO DE CASAMENTO

IMG_1675.jpg

 

 

A minha filha Ana casou-se. Foi uma festa divertidíssima, informal e cheia de supresas preparadas pelos noivos e para os noivos. Uma ocasião tão especial para mim, merece ser partilhada convosco, aqueles para quem escrevo semanalmente, aqueles que dão sentido à minha escrita. Esta partilha tão pessoal representa o meu reconhecimento a todos os que vão seguindo o meu blog, com o meu obrigada. E é tão pessoal que deixo aqui duas ou três fotos dos noivos que o meu coração quis que eu vos mostrasse.

 

Um dos momentos mais esperados do casamento foi, naturalmente, o bolo de noiva. A Ana pediu-me para ser eu a escolhê-lo e eu sabia exactamente o que queria: um bolo simples, informal, cheio de sabor e que fosse à base de fruta. Um bolo nu, sem fondants nem cremes de açúcar, com alguns sabores ácidos. Um bolo em cores pastel, que anunciasse já as riquezas do Outono. Um bolo que todos comessem com gosto à sobremesa. E sabia exatamente quem queria que o fizesse: o Francisco Siopa, um pasteleiro que muito admiro. E assim foi. O Francisco percebeu de imediato o que eu queria e fez as suas sugestões. 

O resultado foi esta beleza que criou um momento único no casamento. A maioria das pessoas quis provar os três tipos de bolo e, num ápice, tínhamos comido 20 kg de bolo de noiva...

Aqui fica a descrição dos três tipos de bolo: 

Camada de baixo e de cima: financier de amêndoa, morangos e creme fraisier e rum. 

Segunda camada, a partir de baixo, financier de pistácio e creme de limão.

Terceira camada, a partir de baixo, bolo de cenoura e noz com creme de cheesecake e bauniha de São Tomé.

Coberturas de mirtilos, framboesas e groselhas biológicos. ovos, frutos secos e frutos foram todos adquiridos no Mercado da Vila de Cascais.

IMG_1691.jpg

IMG_1694.jpg

IMG_1695.jpg

 

A flor verde é uma peónia de açúcar feita pela minha amiga Cuca, que a trouxe de Macau, com mais 4 irmãs flores. São perfeitas, parece impossível que alguém as tenha feito. 

 

 

 

A completar a sobremesa, o Francisco fez uns magníficos bolinhos, as perfeitas mignardises: tarteletes de chocolate de São Tomé, tarteletes de limão com merenge, bolinhos de maracujá exóticos, éclairs de café, macarons de framboesa...

Tudo lindo e maravilhoso. O meu obrigada ao Francisco, que tem loja aberta no mercado da Vila de Cascais, a Siopa.

 

 

 

IMG_1624.jpg

IMG_1667.jpg

 

 

O meu obrigada ao Mário Cerdeira pelas fotos. 

 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    conversasamesa 06.10.2015

    Obrigada Helena. Gosto imenso do seu blog. beijinhos
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.