Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Conversas à Mesa

SILLY SEASON: FILHA, DÁ-LHE SOPA DE RATO

sopa de rato

 

 

A minha filha Ana tem imensa pena que a Di, a filha dela e minha adorada neta com pouco mais de um ano e meio, tenha pouco cabelo e queixa-se de que não cresce. Já se fez o habitual, o corte, e o menos habitual, o corte com a lua cheia. Nada, a coisa pouco progride. 

Chegou a altura de medidas mais radicais. Em vez de irem de férias para o Algarve ou de viajar para destinos europeus, aconselho a minha filha e o meu genro que levem a Di de viagem até à China, mais especificamente à província de Guangdong. Assim dito parece bem mais exótico do que o nome português, Cantão, onde se situam Macau e Hong Kong. 

Ali, podem dirigir-se a um dos restaurantes célebres por servirem diversos animais, como cobra, raposa, gato e rola. E um outro bicho que tem fama local de fazer crescer o cabelo, até aos carecas, e até de fazer crescer cabelo preto a quem já o tem branco, o que não é o caso da Di, o rato.

Os ratos, e os outros colegas animais, estão guardados vivos em gaiolas no quintal, onde os clientes podem ir escolher o que lhes parece melhor. Há-os pequenos e grandes e cozinhados de diversas maneiras, mas o mais adequado para a Di parece-me em sopinha. E essa história de ir escolher os bichos, é do nosso género com as santolas, os lavagantes e as lagostas. Nada de novo, só varia o bicho. Não vos conto todo o «gore» que para nós pode constituir a variedade de preparos, ou a sua ausência, para não desencorajar a viagem e a possibilidade de uma farta cabeleira para a criança. Tudo cultural...

Caramba, com estes temas vê-se que é mesmo a silly season, não vê?

 

A foto é de uma sopa com rabinhos de rato. Foi a menos chocante que consegui encontrar, porque a ideia é divertir, não chocar ninguém.

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.