Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Conversas à Mesa

TINTOS E PETISCOS, DO MELHOR QUE HÀ

IMG_7062.jpg

 

O Tintos e Petiscos é um restaurante exemplar. Situado no interior profundo do Alto Alentejo (em Vaiamonte, perto de Monforte) tem sempre clientes fiéis locais garantidos (o Manuel Luís Goucha é um deles) e outros que vêm de propósito de longe para o conhecer. A carta exibe pratos de comida alentejana. Pratos que quase jurávamos são de cozinha tradicional, o mais tradicional possível. A matriz do alto Alentejo está toda lá, os produtos característicos desta zona também (alguns, como o tomate, são da horta dos donos). Uma leitura mais atenta faz-nos perceber que há ali algumas inovações que foram criadas pelos proprietários Fátima e Joaquim Ramalho. As confecções são as tradicionais, os produtos são locais mas pode haver uma troca, do feijão pelo grão (de um arroz), da matéria cárnica (do croquete) que fazem com que ir ao Tintos e Petiscos seja sempre refrescante.

 

IMG_7068.jpg

 

IMG_7045.jpg

IMG_7046.jpg

IMG_7047.jpg

IMG_7051.jpg

 

Foi a minha primeira visita à nova casa, muito maior que a anterior (com cerca de 14 lugares apenas) e com um agradável espaço exterior. A decoração foi feita pelo Joaquim Ramalho com objectos locais e com muito sentido de humor (como é o caso dos quadros da parede do lado direito da entrada). Todos eles estão bem dispostos e têm uma lógica de exposição.

 

 

IMG_7055.jpg

 

 

A carta de vinhos continua estupenda. Optei pelo vinho que não sendo da casa nasce de uma colaboração entre o Joaquim Ramalho e um muito antigo parceiro, a herdade Papa  Leite. Tive a honra de beber a garrafa 144 de 283 de tinto de 2019. Foi uma companheira perfeita para os croquetes com arroz de grão-de-bico, enchidos e coentros, e mostarda integral, e também para as bochechas de porco com migas. Os croquetes são de carne de javali, muito bem temperada, apresentando-se em fios sem preponderância de nenhum aparelho aglutinador. Juntamente com ao arroz, já justificam a viagem. O resto vem de bónus.

As bochechas primorosas, as migas cremosas e cheias de sabor.

 

IMG_7056.jpg

IMG_7057.jpg

 

IMG_7061.jpg

IMG_7062.jpg

IMG_7066.jpg

Para terminar, fica este conselho: nunca lá vá sem comer a encharcada. Mesmo que não seja fã de conventuais, experimente porque vai ver a luz. De todas as vezes que lá fui, foi sempre a minha sobremesa (depois lá vou provando um bocadinho da dos outros...). como vai ao forno a gratinar, sobe para outro patamar.

Novidades são as carnes maturadas, que ainda não provei.

Cozinha primorosa, produtos sãos e escorreitos da época, bela carta de vinhos, simpatia e eficiência do serviço e acolhimento, casa agradavelmente decorada com notas de humor, contribuem para que o Tintos & Petiscos seja um dos meus restaurantes favoritos, que me leva tranquilamente a arrancar de casa e a fazer uma viagem de duas e horas e pouco só para lá almoçar. What else?

Obrigada Fátima e Joaquim por se manterem fiéis a si mesmos.